Preços da gala criam “discordia”

O anúncio da visita do pastor brasileiro Cláudio Duarte à Angola, criou alegria e expectativa, mas foi como o “sol de pouca dura”.

Pastor Cláudio Duarte tornou-se famoso conta do seu jeito de pregar sobre relacionamentos.

Pastor Cláudio Duarte tornou-se famoso conta do seu jeito de pregar sobre relacionamentos.

A divulgação nas redes sociais dos preços dos ingressos de uma gala denominada “Gala do Amor”, que terá o pastor como orador, está a gerar discórdia e debate entre internautas.

Anunciada para as 19 horas do dia 24 de Fevereiro, no Cine Tropical, os ingressos estão a ser comercializados no valor 12.500 kwanzas – individual e de 25.000 kwanzas casal.

No facebook, a internauta Meury Macedo, comentou na publicação que anuncia o evento, que “gosta muito” do pastor Claudio Duarte, não se cansa de ouvir as suas palestras, mas por causa do preço “não vai dar” para assistir. Na mesma linha, a internauta, de nome Nyla Pina, que escreveu “vou esperar mesmo ouvir pela net.”

Sandra Soares, comentou que o preço é muito elevado. Em tempos de crise, pediu, devia haver uma sessão para os mais jovens. “Muitos não estão a trabalhar e existe um grande interesse em ver as palestra do pastor.

Ifuquieto de Carvalho, comentou que a igreja não é negócio. “Fico me perguntando quanto é que Jesus cobraria para ver gente nessa gala. Mais longe foi Isa Velasco Ndanji, ao questionar “estes pastores não têm vergonha de cobrar 25.000 (Akz) pela pregação de Palavra de Deus? Quanto eles pagaram a Deus para aprenderem a interpretar a bíblia? Fico muito triste quando me deparo com situações desta natureza, cada dia me convenço mais de realmente a Palavra de Deus tornou-se num grande negócio.”

Já a internauta Eliandra António, defendeu que os pastores “apenas” são convidados. Eliandra que já assistiu uma gala da mesma organização no ano passado, referiu os elevados custos têm haver com o serviço a ser prestado, que inclui alimentação e bebidas, e afirmou que no ano passado “pelo menos foi terapia do amor, aonde casais sentiram-se bem pelas palavras e conselhos.

A internauta finalizou o seu comentário deixando o seguinte conselho: “Devemos olhar as vezes as coisas sem maldades, nem tudo é para angariar fundos mas sim, recolhermos o amor que tem sido raro nos casamentos e nas famílias.”

Comentários

comentários

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Inscreva-se para receber as novidades por email

* campos obrigatórios