Nguito Pandas realiza “show gospel solidário” para apoiar viúvas do Zango

O músico evangélico Nguito Pandas, está a realizar um evento com vista a arrecadar bens para apoiar “viúvas necessitadas do Zango”.

Músico evangélico Nguito Pandas.

Músico evangélico Nguito Pandas.

Denominado “Show gospel solidário”, a actividade, que vai acontecer a partir das 14 horas do dia 3 de Março, no Centro Cultural Zango das Artes, tem presenças confirmadas de Solange de Nery, Cubana Adriano, Miranda, Tê Kuanzambi, Nádia Mayembe, Pastora Agueda Elamba, Nsimba Reoboth, Kapakata, Dodó Miranda, Padre Neketela, De Melo, Josafath Joss, Felino Chiwale e, dos grupos JTS e Coral Central da Igreja Metodista Unida Ralf Dodge.

Ao portal Arautos da Fé, Nguito Pandas, garantiu que os preparativos “vão bem”.

“Estamos a ensaiar com uma banda para que eu possa cantar 5 ou 6 louvores. A sala está preparada para o evento e tudo vai correr na graça de Deus.”

O músico, que desde 2011 e a título individual tem feito doações às várias instituições, como os hospitais David Bernardino, Américo Boavida e em alguns orfanatos, explicou desta vez, pensou em juntar os músicos porque cantam o amor e esse, deve ser traduzido em acções práticas.

“Das outras vezes fiz individualmente porque muitos colegas rejeitaram participar. Desta vez estou a pedir a sociedade, aos colegas para nos unir-mos por esta causa solidária, a favor das viúvas necessitadas naquele arredor do Zango.”

Esclareceu que o grupo beneficiário ainda não está identificado, mas que tem mantido contacto com líderes de igrejas no Zango para ajudarem no processo. “Por isso estamos a pedir apoio, mas já falamos com as igrejas, principalmente as metodistas que estão no Zango, agora são quatro, temos também duas pentecostais, para também ajudarem na contribuição dos donativos, para no fim vermos quantas pessoas poderemos ajudar.”

Alimentos não perecíveis, roupas, “não aquelas estragadas”, são os bens, que os interessados em apoiar a causa, poderão doar.

Segundo Nguito Pandas, os músicos não devem “só cantar para receber fundos, vender discos”, têm de apoiar causas sociais.

“A nossa missão é evangelizar e, evangelizar tem de ser com acções, com amor ao próximo. O que é o amor ao próximo? É sentir o que o outro está a sofrer.”

O músico que revelou na entrevista que já passou por muitas “ vicissitudes”, mostrou que vai continuar a se empenhar para ajudar os mais necessitados. “Já fui refugiado um dia e sei o que é o sofrimento.”

A pior coisa na vida, afirmou, é passar fome e lamentou que haja quem  tem comida por excesso e por vezes deita no lixo.

Comentários

comentários

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Inscreva-se para receber as novidades por email

* campos obrigatórios