Luís Samacumbi

Luís Samacumbi

 

 Construtor de pontes entre pessoas e comunidades

Luís Samacumbi, também conhecido por Aíres, nasceu em 1971 na aldeia de Nazaré, na fronteira entre as Províncias do Kwanza Sul e Huambo, em Angola – talvez um presságio, numa sociedade onde a classe e o lugar de nascimento faz uma diferença importante, que ele seria um construtor de pontes entre pessoas e comunidades.

Luís é o cassula nos homens ou ante – penúltimo de seis filhos de Adolfo Sangueve e Juliana Nassoma que, como a maioria dos angolanos, eram pequenos agricultores que cultivavam feijão, batata, café, cana-de-açúcar, banana, e tinham gado. Enquanto criança, ele e sua família tinham uma vida boa. O início da guerra civil de 27 anos no país,
mudou tudo isso e dividiu sua família. Quando Luís tinha apenas quatro
anos, seu irmão de 14 anos, foi retirado da escola Missionária pelas forças da UNITA.

Dez anos depois, Luís também teve de servir no exército do governo – Forças Armadas Populares de Libertação de Angola (FAPLA), como comandante da companhia de tanques de 1985 até 1992. Luís não viu seus pais durante 15 anos, ele e o seu irmão Amaral Sandumba, que perdeu uma perna depois de ter accionado uma mina terrestre, não
se viam durante 30 anos. Quando eles se reuniram novamente em Dezembro
de 2004, eles perceberam que durante a guerra tinham lutado na mesma frente de batalha e facilmente um deles poderia ter morto o
outro.

Luís e sua família têm raízes profundas na Igreja Evangélica Congregacional em Angola (IECA). Ele foi o Director Geral da Juventude da IECA de 1997 à 2003. Nesta qualidade ele organizou a Convenção Nacional da Juventude em Agosto de 2000 no Parque do
Campismo em Benguela e uma Conferência Nacional da Juventude Feminina
no Lubango, Huila em 2001, que também atraíram participantes da Namíbia e da África do Sul. Ele estudou nas Universidades de Natal e do KwaZulu Natal em Durban, África do Sul, tirando a Licenciatura e Mestrado em Estudos sobre Paz e Transformação de Conflitos. Ele é casado e tem quatro filhos.

Durante a década de 1990, leccionou as Disciplinas de Saneamento Básico, Enfermagem e Patologias de Doenças Correntes, Obstetrícia, Semiologia Médica no Instituto Médio de Saúde (IMS) do Huambo, a segunda maior cidade de Angola.

De 2001 à 2011 exerceu as funções de Director Geral do Departamento de Assistência Social, Estudos e Projectos (DASEP), braço social da IECA. Mais tarde, trabalhou como Consultor Independente nas áreas de Desenvolvimento Comunitário e Organizacional.

Tem Diploma em Liderança e Desenvolvimento pela Business School da Oxford University e pelo Instituto Africano de Liderança. A sua experiência profissional levou-o a 46 países do mundo onde participou em Conferências Internacionais, Treinamentos de curta duração e demais actividades desempenhando um verdadeiro papel de Embaixador
da IECA e dos sem voz e sem vez. Hoje Luís vive na capital de Angola, Luanda, e é profissional do UNFPA – Fundo das Nações Unidas para a População.

Apaixonado por literatura, é autor de 4 obras literárias e tem partilhado a sua longa experiência em palestras e conferências em que é convidado a falar sobre vários temas. É editor do Gazeta do Evangelho, uma publicação religiosa e comentador Residente do Programa Gospel Show da Rádio Ecclesia.

Luís está dedicando sua vida a curar as divisões e a destruição causada pela guerra em Angola. É alguém que, “acredita fortemente que só vamos construir uma Angola melhor quando aprendermos que cada um de nós é apenas detentor de uma parte da verdade, uma parte da história, e uma parte do passado e do futuro.”

In A Fé Além do Impossível

Comentários

comentários

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Inscreva-se para receber as novidades por email

* campos obrigatórios